24/06/2014 11:37
Amar, encorajar e se aproximar dos que sofrem

Ser um bom cristão não significa apenas ler a Bíblia, orar e frequentar uma igreja. Significa, também, colocar a palavra de Deus em prática. Nesse sentido, um cristão autêntico não se esquece, nunca, do amor. O amor é o fundamento do Cristianismo.

Primeiro, o amor a Deus, que pode ser demonstrado quando lhe obedecemos. Com efeito, no Evangelho segundo João 14:21, Jesus ensina que quem tem os seus mandamentos e lhes obedece, esse é o que o ama.

Um dos primeiros mandamentos da Bíblia é concernente à adoração a Deus. No Evangelho de Marcos 12:30-31, o Senhor ensina os dois maiores mandamentos. O primeiro é amar ao Senhor Deus de todo o coração, de toda a alma e de todo o entendimento. O segundo mandamento refere-se ao amor ao próximo. E o Senhor nos ensina a amar porque Ele próprio é amor (I Jo 4:8). Não existe um Deus mais amoroso que o nosso Deus, que entregou seu único Filho para morrer em uma cruz por nossos pecados.

Amar ao próximo significa, em muitos casos, ter compaixão, ou seja, estar dotado da vontade de ajudar ao próximo, de chorar com ele, em caso de estar sofrendo. Quando as coisas estão indo bem em nossas vidas, somos tendentes a nos esquecermos de que a maioria das pessoas do mundo está sofrendo e passando por algum tipo de dor. No entanto, minha amiga, a vida é dura, onde quer que vivamos.
E, falando em adoração a Deus e em amor, lembro-me de um trecho de uma música da Banda Musical Palavrantiga que, embora possa chocar o nosso interior, retrata, muitas vezes, uma grande verdade: “Onde está você? Que diz que me adora, mas não estende a mão”. Será que temos estendido nossas mãos ao próximo?

Se quisermos examinar, em nós mesmas, a extensão do nosso amor ao próximo, podemos começar a observar nossa reação diante das injustiças. Ultimamente, estamos sendo bombardeados por tanta tragédia, noticiada pela televisão e, diante disso, qual tem sido a nossa reação? Quando alguém está enfrentando uma crise financeira, uma enfermidade, ou um problema familiar, como respondemos a isso? A vida cristã sem amor é perda de tempo. Precisamos ser inconformados diante das injustiças, ou quando alguém fere o próximo. Deus se preocupa conosco e, da mesma forma, devemos ter compaixão pelas pessoas.

Outra coisa: será que temos nos lembrado de orar por quem está sofrendo? O bom cristão sabe que precisa equilibrar o uso do seu tempo, passando uma parte dele com as pessoas, para guiá-las, ajudá-las, mas é preciso, também, passarmos momentos a sós, com Deus, e interceder pelos que sofrem. Muitos, em vez de orar por quem está enfrentando momentos difíceis, fazem duas coisas: ou comentam o problema com outra pessoa, ou tentam ser um conselheiro. No entanto, os conselhos nem sempre são sábios e, em vez de ajudar, atrapalham, porque uma palavra dita no momento errado faz a pessoa sofrer muito.

Prezada leitora, é preciso colocar o cérebro para funcionar antes de colocar a língua em movimento. Antes de falar, pergunte: o que o Senhor Deus quer que eu fale? É importante pensar antes de falar. A pessoa controlada pelo Espírito Santo é encorajadora, e não desanimadora. Mulheres, mães, pais, precisam entender que nosso objetivo é levantar pessoas, e não deixá-las cair. E não faremos nada disso, se não tivermos amor.

Lembremos: ainda que falássemos as línguas dos homens e dos anjos, e não tivéssemos amor, seríamos como o metal que soa ou como o sino que tine. E ainda que tivéssemos o dom de profecia, e conhecêssemos todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivéssemos toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivéssemos amor, nada seríamos. E ainda que distribuíssemos toda nossa fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregássemos o nosso corpo para ser queimado, e não tivéssemos amor, nada disso nos aproveitaria (I Co 13:1-3).
Além da prática de amar, precisamos desenvolver qualidades positivas, praticar o sorriso. Ainda que, as vezes, estejamos frágeis e não acreditemos, podemos conseguir ter uma boa atitude, simplesmente, começando a sorrir.

Prezada leitora, seja uma pessoa alegre. Você sabia que a alegria é diferente da felicidade? A felicidade depende do que acontece. A alegria é interna e não se baseia nas circunstâncias. É possível ter alegria em meio aos grandes problemas da vida.
Minha amiga, se você quer ser uma boa cristã, leia a Bíblia, ore, freqüente uma igreja, mas pratique os mandamentos descritos na palavra de

Deus. Adore a Deus com todo o teu entendimento, porém, ame as pessoas, ore por elas e seja uma encorajadora. Para isso, você também precisa ter a alegria dada pelo Senhor. 

 

Missionária Elza Almeida

Mensagem transmitida pela Rádio Paz FM 89,5 no Programa “Espaço Mulher”, todos os sábados das 9h às 10h apresentado pela Pr. Neusa César Carmo e Miss. Elza Almeida. Ouçam e participem!

Pr. Oídes José do Carmo

Prª. Neusa César Carmo

Galeria de Fotos

BATISMO NAS ÁGUAS [Fevereiro/2017]

CONSAGRAÇÃO DE OBREIROS

Cinquentenário do Coral Harmonia Celeste

4º Seminário de Mulheres do Campo de Campinas

BATISMO NAS ÁGUAS [OUTUBRO/2016]

CONGRESSO INFANTIL 2016

Segundo dia da 'Conferência Missionária' do Campo de Campinas - Noite

Segundo dia da 'Conferência Missionária' do Campo de Campinas - Manhã

Primeiro dia da 'Conferência Missionária' do Campo de Campinas.

Aniversário do Pastor Oídes José do Carmo [2016]